h1

Fim de Semana da Igreja Perseguida em Recife

09/08/2015

FDS Recife

O Fim de Semana da Igreja Perseguida promove a causa dos cristãos perseguidos aos cristãos livres de perseguição de diferentes regiões do país. Ao conhecer os ministérios da Portas Abertas Brasil, a igreja brasileira é desafiada a se engajar de uma maneira mais específica com a Igreja Perseguida. Assim, o Fim de Semana da Igreja Perseguida leva ao cristão livre de perseguição a realidade de irmãos e irmãs que vivem essa realidade.

Os coordenadores de todos os ministérios da Missão Portas Abertas estarão presentes no evento compartilhando as experiências que tiveram em suas viagens de campo e também mobilizando irmãos a se envolverem com as atividades da causa da Igreja Perseguida.

Dos dias 20 a 23 de agosto, o evento acontecerá em Recife. Três coordenadores de ministérios da Portas Abertas Brasil visitarão diversas igrejas na cidade. E no dia 22/08 haverá pela manhã, às 8h30, na Igreja Presbiteriana em Boa Viagem, um café da manhã para pastores, e às 14h, na mesma igreja, haverá workshops voltado a todo o público interessado.

Não paga nada, no entanto faz-se necessária a confirmação da presença através dos meios: (81) 9 9609-3191 / 9 8760-6847 / 3076-5597 ou tatiana.santos@portasabertas.org.br (Tatiana Santos).

Confira no site a lista completa das igrejas que receberão os nossos coordenadores.

Acesse https://www.portasabertas.org.br/ministerios/fimdesemana/

Não deixe de participar!

Tatiana Santos

h1

Petição em favor de igreja cubana – urgente

07/06/2015

Cuba CSW1550d567c50676181d0508f842ad7e4bd

A CSW – Christian Solidarity WorldWide – lança uma campanha de petição em favor da Primeira Igreja Batista Maranatha na cidade de Holguin, Cuba. A referida igreja foi informada que o prédio será confiscado e que a partir de então os irmãos pagariam aluguel ao Governo.

“A igreja existe nesta cidade há mais de 82 anos e é caracterizada por seu trabalho no desenvolvimento moral e espiritual dentro e fora da igreja, com um testemunho louvável, um trabalho missionário sem precedentes e trabalho sistemático na manutenção de casas e abrigos para idosos, um lar para deficientes, lares para crianças abandonadas pelos pais, e trabalho na prisão, onde também temos dado a nossa modesta oferta”, relata o Pastor Amado, pastor da igreja.

Representada pela The American Baptist Home Society, o templo foi construído em terreno próprio. A liderança já procurou o governo por diversas vezes, a última em julho de 2014, a fim de conseguir autorização para ampliar e reformar o templo para melhor honrar a Deus e ainda porque tem experimentado grande crescimento. No entanto o silêncio tinha sido a única resposta até então. Em todos esses anos, as autoridades nunca multaram ou advertiram a igreja por quaisquer motivos nem se manifestaram contra as reuniões.

Cuba CSW2Cuban+action+photo O governo cubano procura restringir o crescimento da igreja no país por meio de diversas ações. Algumas portas foram abertas, mas isso timidamente. Nossos irmãos que vivem ali ainda estão longe de gozar uma liberdade religiosa. Por isso, peço a você, querido irmão e querida irmã, que possa assinar essa petição intitulada “Assine nossa petição que mostra que você não vai ficar em silêncio enquanto uma igreja é tomada”. Sua assinatura será entregue à embaixada cubana em Londres. Uma mensagem forte, que mostra que nós não vamos nos calar enquanto planejam confiscar igrejas. Só o seu primeiro nome e país serão enviados, tanto para a embaixada quanto para a Primeira Igreja Batista Maranatha.

Observação importante: O texto da petição foi escrito pelo Pastor Amado e está em inglês. Esse é o texto que será enviado. Se não se sentir seguro quanto ao idioma, use um tradutor on line para ajudar. Você precisará preencher os campos obrigatórios que são: First Name (primeiro nome), Surname (sobrenome), Postcode (código postal ou CEP), Country (país) e Email. No final da petição, clique em SUBMIT.

Clique aqui para ser direcionado à página da petição da CSW.

Não deixe de participar e de orar pela igreja cubana. Nossos irmãos contam conosco.

Tatiana Santos

h1

Devocional cubano

04/06/2015

De uma conversa por e-mail com um pastor cubano que se tornou um verdadeiro amigo, extraí essas palavras que gostaria de compartilhar com vocês. Por questões de segurança decidi não revelar o seu nome.

“De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos” (2 Coríntios 4:8,9)

Jesus nos disse em João 16:33: “Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”.

Em nenhum momento o Senhor escondeu de nós que passaríamos por aflições e fortes tribulações. A vida dos primeiros cristãos, os da igreja que estava nascendo, como vemos no livro de Atos, foi marcada por muitos momentos difíceis, mas também por grandes vitórias. Assim tem sido até hoje e assim será até que Cristo venha buscar a Sua igreja.
O apóstolo Paulo, conhecendo esta realidade, nos deixa uma grande verdade nos versos de 2 Coríntios 4:8,9:
– Podemos estar passando pelos momentos mais difíceis de nossa vida, mas temos a esperança da vitória em Cristo;
– O Diabo não descansará de nos perseguir e usará qualquer um que se renda às suas demandas e se coloque ao seu dispor. Nós, no entanto, não estamos sozinhos. O Senhor está conosco, e sabemos que “se Deus é por nós, quem será contra nós?” (cf Rm 8:31);
– Ainda que venham momentos em que nos debilitamos (e virão mesmo), não somos destruídos, porque Deus luta por nós em todo o tempo.
Sigamos em frente. A vitória é nossa.
Pastor Cubano.
Tradução: Tatiana Santos
Eu na Praça da Revolução em Cuba. Dezembro de 2011.

Eu na Praça da Revolução em Cuba. Dez/2011.

h1

15 previsões sobre o futuro da religião no mundo

23/05/2015

Da Revista Exame em 22/05/2015

Li este artigo na revista supracitada e achei muito interessante, além de pertinente aos interesses do blog. Leiam e tirem suas próprias conclusões.

As religiões nas próximas décadas

size_960_16_9_Religiao

Um estudo do Pew Research Center, uma organização que conduz pesquisas independentes sobre diferentes temas e em escala global, procurou traçar um panorama sobre as religiões no mundo nos próximos cem anos.

Para tanto, “The Future of World Religions: Population Growth Projections” contou com a ajuda de especialistas para investigar projeções demográficas de grupos religiosos (como budistas, cristãos, hindus, judeus, muçulmanos, além de religiões associadas a costumes tribais e também os chamados de “não filiados”, que incluem ateus e agnósticos) a partir de suas distribuições geográficas, taxas de fertilidade e mortalidade e padrões migratórios.

Mas o Pew Research Center alerta: todas estimativas são baseadas em tendências atuais e levam em conta indivíduos que se designam especificamente como parte de uma ou outra religião. “Agora, o que significa ser cristão, muçulmano ou judeu irá variar de pessoa para pessoa, de país para país e de década para década”.

E como estará o mundo da religião nas próximas décadas? Confira nas imagens.

Em 2050 a quantidade de muçulmanos no mundo irá quase que se equiparar ao número de cristãos (2,8 bilhões contra 2,9 bilhões) e 10% de toda a população europeia seguirá está religião.

Em 2050 a quantidade de muçulmanos no mundo irá quase que se equiparar ao número de cristãos (2,8 bilhões contra 2,9 bilhões) e 10% de toda a população europeia seguirá está religião.

Em 2050, juntos, muçulmanos e cristãos vão corresponder a 69% da população mundial.

Em 2050, juntos, muçulmanos e cristãos vão corresponder a 69% da população mundial.

Em 2050 quatro em cada 10 cristãos do mundo vão viver na África subsaariana.

Em 2050 quatro em cada 10 cristãos do mundo vão viver na África subsaariana.

Em 2050 a única religião que não deve observar crescimento em seu número de fieis é o budismo. De acordo com a pesquisa, as baixas taxas de fertilidade em países como China, Japão e Tailândia serão as maiores causas desta estagnação.

Em 2050 a única religião que não deve observar crescimento em seu número de fieis é o budismo. De acordo com a pesquisa, as baixas taxas de fertilidade em países como China, Japão e Tailândia serão as maiores causas desta estagnação.

 Já entre os hindus, o número de seguidores deve crescer 34% até 2050, atingindo a marca de 1,4 bilhão de pessoas.

Já entre os hindus, o número de seguidores deve crescer 34% até 2050, atingindo a marca de 1,4 bilhão de pessoas.

Em 2050 a quantidade de judeus deve crescer apenas 16% nas próximas décadas. A expectativa é que o número de seguidores desta religião seja de pouco mais de 16 milhões.

Em 2050 a quantidade de judeus deve crescer apenas 16% nas próximas décadas. A expectativa é que o número de seguidores desta religião seja de pouco mais de 16 milhões.

O número de pessoas sem filiação religiosa deve cair. Segundo a análise, 16% das pessoas do planeta hoje se descrevem como ateias, agnósticas ou dizem não se identificar com nenhuma religião. Em 35 anos, este grupo corresponderá a 13% da população mundial.

O número de pessoas sem filiação religiosa deve cair. Segundo a análise, 16% das pessoas do planeta hoje se descrevem como ateias, agnósticas ou dizem não se identificar com nenhuma religião. Em 35 anos, este grupo corresponderá a 13% da população mundial.

Esta população de não filiados estará majoritariamente concentrada em países com baixas taxas de fertilidade, como na Europa ocidental, América do Norte, China e Japão.

Esta população de não filiados estará majoritariamente concentrada em países com baixas taxas de fertilidade, como na Europa ocidental, América do Norte, China e Japão.

Nos EUA, por exemplo, este grupo crescerá dos atuais 16% para 26% em 2050. Já na Europa, estas pessoas vão corresponder a 23% da população de todo o continente.

Nos EUA, por exemplo, este grupo crescerá dos atuais 16% para 26% em 2050. Já na Europa, estas pessoas vão corresponder a 23% da população de todo o continente.

Em 2050 é o cristianismo a religião que será a mais impactada pela perda de fieis. De acordo com a entidade, 40 milhões de pessoas se tornarão cristãs, mas 106 milhões de pessoas deixarão de seguir esta fé.

Em 2050 é o cristianismo a religião que será a mais impactada pela perda de fieis. De acordo com a entidade, 40 milhões de pessoas se tornarão cristãs, mas 106 milhões de pessoas deixarão de seguir esta fé.

O grupo de não filiados ganhará 96 milhões de pessoas, enquanto que 36 milhões de indivíduos passarão a se designar como fiel de alguma religião.

O grupo de não filiados ganhará 96 milhões de pessoas, enquanto que 36 milhões de indivíduos passarão a se designar como fiel de alguma religião.

Cinco países (França, Macedônia, Nova Zelândia, Bósnia-Herzegovina e Holanda) deixarão de ter os cristãos como maioria. Em 2050, a maioria das pessoas na França não terão uma religião específica e o mesmo acontecerá na Nova Zelândia e na Holanda. Já na Bósnia-Herzegovina e na Macedônia, a maior parte das pessoas será muçulmana.

Cinco países (França, Macedônia, Nova Zelândia, Bósnia-Herzegovina e Holanda) deixarão de ter os cristãos como maioria. Em 2050, a maioria das pessoas na França não terão uma religião específica e o mesmo acontecerá na Nova Zelândia e na Holanda. Já na Bósnia-Herzegovina e na Macedônia, a maior parte das pessoas será muçulmana.

O país com o maior número de cristãos será os Estados Unidos, seguido do Brasil e da Nigéria.

O país com o maior número de cristãos será os Estados Unidos, seguido do Brasil e da Nigéria.

Em 2070 Islamismo e cristianismo vão empatar: 32% da população do mundo será muçulmana e 32% será cristã.

Em 2070 Islamismo e cristianismo vão empatar: 32% da população do mundo será muçulmana e 32% será cristã.

Em 2100 os muçulmanos desbancarão os cristãos e se tornarão a maior religião do planeta. O islamismo estará presente na vida de 35% das pessoas.

Em 2100 os muçulmanos desbancarão os cristãos e se tornarão a maior religião do planeta. O islamismo estará presente na vida de 35% das pessoas.

In Revista Exame, Ed. Abril, 22/05/2015

Tatiana Santos

h1

Pré-Dipinho 2015

05/05/2015

Pré-Dipinho1

 

 

 

 

 

 

 

Tatiana Santos

h1

Pré-DIP 2015

25/03/2015

Foto/Divulgação: Missão Portas Abertas

No dia 31 de maio será realizado o DOMINGO DA IGREJA PERSEGUIDA. Um dia em que cristãos estarão reunidos em oração e apoio aos cristãos que têm sofrido por causa de sua fé em Jesus em todo o mundo.

E para ajudá-lo na organização de seu evento, no dia 25 de abril será realizado o Pré-DIP, que tem o objetivo de reunir os organizadores que farão o DIP 2015 com o intuito de gerar a oportunidade de correspondentes locais, voluntários e organizadores trocarem experiências e esclarecerem suas dúvidas quanto à realização do evento.

O Pré-DIP em Recife, acontecerá sob a organização da Correspondente Regional Tatiana Santos. Você que cadastrou sua igreja para o DIP 2015 está convidado a participar, bem como a trazer pessoas interessadas em conhecer melhor o DIP, a Portas Abertas e o trabalho que desenvolve em função dos cristãos perseguidos.

INSCRIÇÕES GRATUITAS. SÓ É PRECISO CONFIRMAR PARTICIPAÇÃO.

Pré-DIP – 25 de Abril de 2015

LOCAL: Seminário Teológico Pentecostal do Nordeste – Rua Marechal Deodoro, 112, Encruzilhada, Recife / PE

HORÁRIO: 9h às 12h

INFORMAÇÕES / INSCRIÇÕES:

Tatiana Santos: (81) 9609-3191 / 8760-6847 / 3076-5597 ou  tatiana.santos@portasabertas.org.br

Sarah Mayer: (81) 8762-0338

Aguardamos vocês!

Tatiana Santos

h1

Cordeiros entre lobos: O confronto entre o islã e o ocidente na época atual e a repercussão disso na igreja no mundo muçulmano

05/02/2015

O ano de 2015 começou atribulado. Já nos primeiros dias o mundo fica perplexo com a barbárie cometida por radicais muçulmanos em dois atentados em Paris, que matam dezessete pessoas. Os franceses, então, se unem e, aos milhares, talvez milhões, vão às ruas defender os seus ideais de democracia e liberdade de expressão. Poucos dias depois são os muçulmanos que vão às ruas em seus países para protestar contra a exposição de charges do profeta Maomé em impressos europeus. De todas as manifestações, talvez a mais forte foi a que ocorreu no Níger. Para mostrar sua indignação, nigerinos dirigem sua fúria especialmente contra instituições cristãs. Segundo a polícia, foram 45 igrejas e uma escola cristã atacadas e destruídas – informação obtida no momento em que este texto é formulado.

Esse acontecimento evidencia algo que já é percebido a décadas: as principais vítimas da reação muçulmana ao Ocidente são as vulneráveis comunidades cristãs existentes no mundo islâmico. Tem sido assim no Paquistão, no Irã, no Egito, na Somália, na Nigéria, na Síria e no norte do Iraque, por exemplo. O curioso é que, neste caso, a fé cristã é tão vítima do ‘Charlie Hebdo’ quanto o islã, e até mais. Porque as sátiras da revista contra a igreja e o cristianismo são ainda mais ofensivas e obscenas do que aquelas que afetam o islamismo. Por exemplo, na edição de 07/11/2012, ao defender o casamento homossexual, a revista estampou uma charge com a Santíssima Trindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo fazendo sexo, entre si. Todavia, a maioria maciça dos muçulmanos não consegue fazer a distinção entre cultura ocidental e cultura cristã.

O Ocidente (Europa e América do Norte) exerce uma hegemonia política, econômica, cultural e militar sobre o resto do mundo, e a religião que predomina no ocidente é a cristã. Embora saibamos que os valores dominantes não são bíblicos, mas, sim, humanistas, materialistas e secularistas, parece que essa compreensão não alcança os seguidores do Islam. Os países muçulmanos se ressentem dessa supremacia ocidental e reagem contra aquilo que lhes está mais próximo e que possui alguma identificação com o Ocidente: as igrejas e os cristãos que vivem entre eles. Não importa se esses cristãos são nativos e compatriotas, eles passam e ser vistos como invasores, estrangeiros, ilegítimos ou traidores. No mundo islâmico não existe separação entre religião e Estado.

As repetidas guerras de vários países da Ásia Central, Oriente Médio e Norte da África contra Israel (apoiado pelos países ocidentais), EUA e nações europeias, só fizeram crescer ainda mais a violência e os adeptos da interpretação mais radical do Alcorão. Mais de duas mil pessoas mortas e várias igrejas incendiadas pelo grupo radical Boko Haram, na Nigéria; batidas da polícia secreta às casas de pastores e líderes no Uzbequistão muito frequentemente; centenas de casas de cristãos demolidas no Paquistão; em diversos países de maioria muçulmana, cristãos, entre outras coisas, tem que decidir entre manter a fé ou o emprego; Asia Bibi, Shafqat Emmanuel e sua esposa, Shagufta Kausar, dezenas de cristãos egípcios, dezenas de iranianos: todos condenados à morte por terem decidido seguir a Cristo.

Os desdobramentos da história nas últimas décadas tendem a demonstrar que a pressão sobre a igreja no mundo islâmico, não só continuará, como se intensificará. A igreja permanecerá crescendo a despeito de toda a repressão, e isto, inevitavelmente, produzirá ainda mais oposição e perseguição. E junto com essa perseguição ascendente, cresce também a nossa responsabilidade em apoio e oração.

“Lembrem-se dos que estão na prisão, como se aprisionados com eles; dos que estão sendo maltratados, como se fossem vocês mesmos que o estivessem sofrendo no corpo” (Hb 13.3).

Edivan e Tatiana Santos

As fotos abaixo são da BBC.
O Estado Islâmico tem tentado estabelecer todos os aparatos de um Estado, como bandeira e moeda próprias.

O Estado Islâmico tem tentado estabelecer todos os aparatos de um Estado, como bandeira e moeda próprias.

No Níger, protesto começou do lado de fora da principal mesquisa da capital.

No Níger, protesto começou do lado de fora da principal mesquisa da capital.

Bandeiras brancas do Talebã vêm sendo substituídas por bandeiras negras do Estado Islâmico no Afeganistão.

Bandeiras brancas do Talebã vêm sendo substituídas por bandeiras negras do Estado Islâmico no Afeganistão.

Boko Haram luta para derrubar o governo e criar um Estado islâmico na Nigéria.

Boko Haram luta para derrubar o governo e criar um Estado islâmico na Nigéria.